sábado, 13 de março de 2010

Políticas "socialistas"



E se mandassem o ministro para o desemprego?
Será que isso o estimularia?

4 comentários:

Maninha disse...

Pena é não pensarem em reduzir os seus salários, regalias e afins.

Fiat Lux disse...

Eles acham que isso nunca resolve...
Não resolve reduzir nas suas benesses, mas já resolve reduzir
(ou pelo menos travar um mísero aumento) nos salários dos que ganham menos...
É a vida, como dizia o outro.

Cascais1 disse...

Ser ministro das finanças, no meio da crise internacional que corroi o mundo e entalado entre sindicatos, comunistas e patrões, não deve ser nada fácil.

Nem pelo dobro do que o ministro ganha (que deve rondar os 5000 €), eu queria.

DR.PARDAL disse...

Estamos em presença do pior governo que há memória em Portugal.

Portugal está de pantanas.

Ainda este ano não vai haver dinheiro para pagar salários da função pública.

Mas o povo gosta.

O que é que se há-de fazer?

Rezar? Ir numa romaria? jogar no euromilhões?

Ou cagar para tudo isto?