quinta-feira, 11 de fevereiro de 2010

Carregadinhos de razão


Foto Açoriano Oriental

Não há crise que justifique a violência que se está a exercer sobre as operárias da Cofaco no Faial, querendo obrigá-las a viajar diariamente entre o Faial e o Pico, num canal para "homens de barba rija". Insensibilidade gritam alguns. E estão carregadinhos de razão. Oportunismos políticos à parte.

6 comentários:

geocrusoe disse...

São forçadas a meio da sua carreira profissional e sem se terem candidatado ou programado a sua vida para essa viagem.

Cascais1 disse...

Não é melhor ir para o Pico garantindo emprego, do que ficar sem nada?

Anita e Miguel disse...

Presumo que o comentário anterior seja de alguém que reside em Cascais (o ano inteiro), caso contrário nem o faria...

Menina da Rádio disse...

acredito que a travesia seja violenta, incómoda, etc, mas fazer a comparação com "homens de barba rija"???? esse tipo de cavalheirismo parece-me descabido - a situação é má porque é má, não por se tratarem de senhoras. digo eu.

Maria Fernanda disse...

Boa noite!

Deslocalizar trabalhadores num espaço com descontinuidade geográgica, não me parece que seja muito legal.
É um modo muito prático de despedi-los sem que a empresa assuma as suas responsabilidades.

É o resultado de vendermos as nossas empresas ao estrangeiro.

Fiat Lux disse...

Menina da Rádio
tem alguma razão no reparo.

Mas não foi com segunda intenção a utilização do termo "homens de barba rija", nem com qualquer intenção de sublinhar uma eventual superioridade masculina nas artes de navegar :)
Como não se diz mulheres de barba rija, foi o que me saiu.
Eu sou homem e não sou de "barba rija".
Para mim seria impensável fazer essa travessia todos os dias.