domingo, 14 de fevereiro de 2010

A mentira necessária


«É muito difícil manter um mentiroso como primeiro-ministro, mas a situação do país impõe-no», Marcelo Rebelo de Sousa,na RTP.
Marcelo Rebelo de Sousa acha que José Sócrates é mentiroso.
Mas acha também que José Sócrates tem de manter-se como primeiro-ministro.
Porque "o país impõe-no"!?
Mas qual país ?
Se José Sócrates é mentiroso [por mim não sei se é mentiroso, como os polítcos não mentem,se calhar só faltou à verdade] o que se impõe é que o país o mande embora.
O que há de mais perigoso para um país do que ser governado por um "mentiroso" ?

4 comentários:

geocrusoe disse...

Toda a mensagem de MRS ontem resumia-se a isto: o homem não tem condições para se manter, mas terá de se aguentar uns tempinhos até que o psd se organize... depois ou sai ou tiramo-lo de lá.
Resta saber qual o psd que vencerá nesta reorganização e se as condições não se alterarão entretanto.

Fiat Lux disse...

O estado a que isto chegou é suficientemente grave para que todos os partidos sejam responsáveis e pensem primeiro no país e só depois na sua estratégia partidária.

jp, le miserable disse...

parece que não entenderam o que MRS disse. Ele limitou-se a dizer que numa situação normal não haveria condições para Sócrates se manter, mas tendo em conta o gume da faca em que Portugal está oscilando, a ameaça da UE e das empresas de Rating, a mudança de governo seria mal vista e poderia hipotecar o governo, porque era como se nada se tivesse passado de há seis meses para cá.

confesso que gostava de ver o Sócrates longe, bem longe, melhor, preferia nem o ver... mas o facto é que não se sabe qual seria a reacção do mundo a isso...

tudo tem de ser bem medido...

cumps

Cascais1 disse...

Ao PPD/PSD não interessa que o governo caia.

É por isso que MRS, mentiu, dizendo o que disse.