quarta-feira, 21 de outubro de 2009

Os padres e a "concorrência desleal"



Sim ... mas
têm toda a razão de ser as objecções levantadas aqui:

"Para o teólogo Peter Stilwell, a decisão é correcta ainda que um pouco "confusa". "Por um lado resolve a questão de fundo da falta de padres católicos e dos direitos das comunidades aos sacramentos, por outro, não é clara a excepção para alguns".

Para o bispo anglicano Fernando Soares "a decisão é bem-vinda" ainda que "estranha". "Como é que a Igreja Católica pode aceitar padre casados e não permitir que os seus não se possam casar?".

P.S. Há muito que entendo que os padres devem ser casados. Casados com uma mulher e não "casados" com as mulheres dos outros. Os padres são "concorrência desleal" para os outros homens. Porque têm acesso a informações privilegiadas. São as "escutas" a funcionar.
Ajoelhou ... tem que rezar. :)

7 comentários:

geocrusoe disse...

Pelo que sei não é abrir uma excepção. a igreja católica reconhece há muito os sacramentos dos anglicanos, por isso um padre destes se se converter ao catolicismo é um padre casado.
A diferença é aceitar que um padre casado se mantenha ao serviço eclesial como sacerdote, o que por norma não é aceite se for um padre católico a casar-se, mas já era aceite se fosse uma conversão.
Peter Stilwell conhece bem isso, a paróquia onde cresceu e viveu Santos-o-Velho (não sei se é a mesma hoje) confrontava com outra paróquia junto à academia de ciências, onde o pároco católico era casado mas antes foi anglicano. Portanto nada de novo.
Quanto a concorrência desleal discordo, quando à imposição do celibato é uma das muitas parvoíces do Vaticano.

Cascais1 disse...

Qualquer padre sabe que o que se diz na confissão é coisa para esquecer. Não é, nem deve ser, objecto de ficheiro.

Só uma mente preversa admite que sim.

João Cunha disse...

Penso que muito do "veneno" paroquial do púlpito, que assisti enquanto criança derivava desse celibato, coitados dos homens tinham que lidar com a frustração diariamente.

Fiat Lux disse...

Oh Cascais

O cartoon é uma brincadeira :)
Não é a sério :(

Uma parte do meu post também é na brincadeira.
Outra é a sério.
Com um pequeno esforço há-de perceber o que é a brincar e o que é a sério.
E se costuma vir cá já devia ter percebido que umas vezes brinca-se, ou usa-se a ironia ou fala-se a sério.

Cascais1 disse...

Carissimo Fiat

Vai-te já confessar!

Fiat Lux disse...

Se pequei peço perdão :)
Mas por favor não me excomungue :)

Cascais1 disse...

O FIAT e o Saramago arranjaram visto para o inferno.