sexta-feira, 8 de janeiro de 2010

"Paneleirices", dizem eles.


- Se dois homosexuais se casarem que mal fará aos heterosexuais?
- Nenhum.
- Se dois homosexuais se casarem que mal fará que se chame casamento a esse casamento e não um outro nome qualquer?
- Nenhum.
- Este é o problema mais grave e prioritário do país?
- Não.
- Sê-lo-ia algum dia?
- Muito provavelmente, nunca. Daí poder concluir que quem alega que este não é um tema prioritário pretende que fique tudo como está. Tudo muito "normal".

3 comentários:

loirices disse...

O casamento é um acto livre. Se dois adultos ou duas adultas se querem casar, não percebo a polémica.
Fim da discussão!

PlasticSoul disse...

Disseste uma coisa bem certa:
"- Este é o problema mais grave e prioritário do país?
- Não."

Pois não! Isto já devia estar resolvido há muito tempo. Não tenho nada contra o casamento... as pessoas são livres e pronto! É a vida deles! Não é nada connosco... Há coisas muito mais sérias com que se preocuparem e eles passam o dia nisto!

jp, le miserable disse...

concordo com a Plastic Soul. Não deve ser uma prioridade p casamento homossexual. E se o país está com problemas económicos só há uma coisa a fazer: despachar isto, em vez de se perder tempo a discutir a sua prioridade...

não deve demorar muito eliminar trÊs palavras(de sexo oposto)... nem sequer percebi a polémica, muito menos o referendo...

cumps