quarta-feira, 29 de julho de 2009

Campanha "dois em um"




Acho isto extraordinário.
A Câmara de P.Delgada lembrou-se de fazer uma campanha publicitária (?) que coincide com a campanha para as eleições autárquicas e cujo objecto é afinal uma promessa sempre adiada:
revitalizar o centro histórico.
Só agora, a dois dias das eleições, é que Berta Cabral viu que o centro histórico está quase deserto?
Ou é já uma primeira ajudinha da nova Câmara do Comércio de P.Delgada liderada pelo seu vice- presidente no PSD, Mário Fortuna?
Tal como em relação ao Governo, também em relação às autarquias acho que deveriam ser proibidas de em períodos pré-eleitorais (muito menos durante a campanha eleitoral) fazerem campanhas paralelas com dinheiros públicos e inaugurações de "primeiras pedras" que demoram anos e anos a verem as segundas pedras.

5 comentários:

Maninha disse...

tb acho extraordinário, principalmente dps de ter sido "obrigada" a sair do centro da cidade por culpa dos dois bares/discotecas q nasceram na minha ex-rua. autorizados por quem? cmpd, obviamente!

Jordão disse...

Excelente observação. Já lá vai o tempo em que a maioria dos eleitores eram comidos como tolos.

Tomei a liberdade de usa-la no Candilhes, espero que não fique muito chateado.


Um abraço.

geocrusoe disse...

subscrevo a proposta... fim das campanhas e coisas afins em perídos pré-eleitorais

Fiat Lux disse...

Dizem-me que Mário Fortuna já não é vice-presidente de Berta Cabral.
Peço desculpa pela incorreção.
Mas na verdade nada altera à substância da parceria "público-privada".

Jordão disse...

Daqui a dias não haverá pessoas no PSD: Quercus, Câmara de Comércio e demais instituições onde é “preciso por a mão”!