quinta-feira, 19 de junho de 2008

Fome ... e internet.

Há cem milhões de pessoas com fome na Terra.
O mundo precisa que a produção alimentar cresça 50% até 2030 para evitar a fome.
Custos com comida atingiram máximo em 30 anos. (Dos jornais)

Mapa da fome no mundo Proporção de pessoas subnutridas (1998-2000)

É fácil de ver que as manchas vermelhas (>35% população subnutrida) estão sobretudo no continente africano.
Infelizmente a "nossa" Angola e o "nosso" Moçambique estão no vermelho.(Já agora seria interessante de ver o milagre da pregação do Sr. Bob Proctor neste continente)
Não consegui deixar de estabelecer uma relação entre estas manchas vermelhas e os pontinhos vermelhos (espécie de sismógrafo positivo) que indicam as visitas que tenho tido ao meu blog.
É verdade que ando por aqui há pouco mais de um mês (*), mas já tive visitas de muitas partes (ontem da Austrália pela primeira vez), e embora saiba que muitas dessas visitas são, como as capturas "acidentais" da pesca, não deixa de ser sugestivo.A fome e as novas tecnologias não combinam definitivamente.
Já agora, para verem que aquelas campanhas insistentes com que são abordados para contribuir para minorar a fome no mundo não são só conversa, reparem nestas fotos.
(Já sei que foram usadas em outros blogs, mas não é demais insistir nesta brilhante campanha
People in Need,Cordaid).
Óculos de sol €24
Acesso a água €8
'Aftershave' €35
Básico para uma casa nova €6,50
Copo de cerveja €4,50
50 litros de água fresca €1,50
Mala de mão €32
Comida para uma semana €4

(*) Para sustentar a minha "teoria" visitei muitos outros blogs "séniores" que também não tinham visitas, ou raríssimas visitas do continente africano.

2 comentários:

Jordao Farias disse...

Não conhecia a campanha - muito à frente! Já reparou que as visitas são ou menos dos mesmo pontos de origem dos Candilhes?

Fiat Lux disse...

Se não fossem as tais visitas "acidentais" diria que os blogs estão no mesmo "comprimento de onda"!
Mas já tiveste a visita de dois argelinos e um egipcio!
Já penetraste no grande continente africano, qual Roberto Ivens a desbravar novas terras :)