segunda-feira, 2 de fevereiro de 2009

Questões de léxico ou de como César gosta de concatenar ... em vez de harmonizar


Vislumbro aqui uma concatenação :)

Geralmente, o presidente do Governo Regional dos Açores expressa-se bem.
Consegue fazer-se entender, passar a mensagem, em suma, comunicar.
Mas por vezes também - demasiadas vezes, na minha opinião - gosta de utilizar termos rebuscados. Não faço ideia porquê.
Hoje , na Horta, saiu-se com mais uma das suas preciosidades:

(...) “este Plano Regional para 2009 e as Orientações de Médio Prazo representam a concatenação de duas orientações fundamentais: por um lado, aquela que tem que ver com a aplicação do nosso modelo de desenvolvimento e, por outro, um conjunto de medidas de curto prazo que se destinam a fazer face às situações advenientes destas últimas dificuldades ocasionadas pela crise económica internacional e as suas consequências nos Açores.”

Poderia César ter utilizado uma palavra que todos entendessem?
Sim. Bastava ter recorrido à palavra ligação, ou a harmonização ou ainda a conciliação.
Porque é que César prefere concatenar é para mim um mistério.
Se tivesse tempo e pachorra fazia uma recolha dos cesarismos e publicava um livro, para investigação pelos linguístas.


Na foto, o exemplo de uma concatenação.

2 comentários:

Maninha disse...

quem lhe prepara os discursos deve saber responder :)

O Psiquiatra de Serviço disse...

Equanto o filho trombalazana o pai concatena.