quinta-feira, 20 de novembro de 2008

Carta-aberta ao Director dos CTT

Quinta-feira, 20 de Novembro 2008

Exmº Sr.

Venho por este meio agradecer-lhe profundamente a eficiência dos CTT nos Açores. Resido em S.Miguel e sou assinante de um jornal semanário da ilha do Pico.
O jornal sai às sextas-feiras. Com sorte chega-me a casa uma semana depois. Mas o mais frequente é não ter sorte e demorar mais de uma semana. Hoje ao chegar a casa tinha dois jornais na caixa do correio. Não, não foi engano, não me mandaram dois números iguais. Um era de 14 de Novembro, nada mau. O outro era de 7 de Novembro!?
E já não é a primeira vez. Agradeço por isso mais uma vez a eficiência do seu serviço. Gostaria apenas, se me permite a ousadia, de lhe colocar uma questão: posso receber a partir de agora dois jornais de uma vez só? E nesse caso podem vir na mesma embalagem?

Com os melhores cumprimentos, e com desejos de um Santo e Feliz Natal.

(Espero que receba a carta antes da consoada. Só não sei se hei-de mandar estas mal-traçadas linhas por correio azul ou correio normal.)

Fiat Lux

3 comentários:

Legoman disse...

A euforia de manter os lucros acima da qualidade de serviço, os contratos de 6 meses, a pressão para mais em menos tempo, entre muitas outras razões, leva a que hoje os correios estejam bem longe do serviço exemplar que prestavam em tempos.
Quem pertence a outra geração de carteiros, conta que nunca viu aquilo tão mal. E que se fosse hoje, nunca aguentaria muito tempo na profissão que outrora lhes dava para além do ordenado, muito gosto.

Não justifica, mas espero que possas entender, como eu tento quando as contas chegam à minha caiza de correio fora de prazo para pagamento.

Tibério Dinis disse...

ineficiência ao máximo, e quem sofre é o consumidor e o produtor (jornal) devido às ineficiências de um terceiro, assim não vamos-lá se nem conseguimos exportar os produtos para as nossas ilhas a tempo e horas.

Haja Saúde

Anónimo disse...

Já reparou qual é a data em que o remetente procede ao envio do jornal? 2 semanas do Pico a S.Miguel é pura fantasia.