segunda-feira, 17 de novembro de 2008

Um mau começo

Já temos nova Assembleia
E amanhã temos novo Governo.
Na nova Assembleia acho lamentável a forma como Fernando Menezes foi escorraçado.
Acho que Francisco Coelho não tem qualquer perfil para o cargo de presidente do parlamento.
É um grosseiro "erro de casting", como se diz agora. (E não me refiro a questões de obesidade)
Quanto ao Governo, surpreende-me a cavalgada de André Bradford, não faço ideia quem são os secretários da saúde e da educação. E não percebo os arranjos ao nível das direcções regionais. Além disso, mudar secretários de cadeira para fingir que se inova é curto.
Carlos César começa mal o mandato de despedida.
Está a esforçar-se para facilitar a vitória de Berta Cabral?
Se não é parece.
P.S. Essa de querer meter os deputados do BE,PPM e PCP em arrecadações também não lembra ao diabo. Somos todos iguais...mas há uns mais iguais que outros?

3 comentários:

Anónimo disse...

Se num governo de 10 há desconhecidos, como é que não há renovação?
1/3 das caras são novas.
Um governo onde 1/3 dos seus membros são novos, não renova?

LB disse...

De facto, não foi correcto para com Fernando Menezes a forma como tudo se processou. Foi uma espécie de humilhação pública que julgo não ser merecida. Mas a verdade é que não há cargos vitalícios e o próprio Menezes podia ter-se poupado a esta humilhação, saindo pelo próprio pé quando percebeu não ser desejado, em vez de fazer finca pé e dizer "ou fico aqui ou não fico", qual birra de menino mimado. É caso para dizer que estiveram todos mal!

Anónimo disse...

Ainda ha quem sonhe com uma vitoria da Berta...