segunda-feira, 16 de março de 2009

Sócrates e os Sindicatos: as boas e as más tutelas partidárias




José Sócrates quer um sindicalismo "livre de tutelas partidárias".
"Para o melhor desenvolvimento do país", diz ele.
E onde produziu Sócrates tão profundo pensamento?
No encerramento do 5º congresso da Tendência Sindical Socialista da UGT !?
Mas afinal em que é que ficamos?
A tendência sindical socialista é apartidária?
É partidária mas é do PS, por isso é uma tutela boa?
Então só estão em causa as más tutelas, que são as dos outros partidos,nomeadamente doPCP ?

2 comentários:

Anónimo disse...

A UGT, caro Fiat, engloba há longa data os TSD.

Sócrates disse o óbvio.

Faltou-lhe chamar irresponsáveis aos partidos mentores, mais preocupados em afundar-nos na crise para capitalizar votos.

Fiat Lux disse...

Meu caro

Eu sei que a UGT não é só do PS.
Mas há-de convir que a tendência socialista da UGT é composta por socialistas, ou não?
E essa tendência socialista existe para quê?
Para que o PS interfira do modo que conseguir nos sindicatos, é óbvio.(*)
Pelos vistos o PCP consegue interferir mais.
Mas se o PS não o faz não é porque nao queira é simplesmente porque não dá para mais.
É tão simples como isso.

(*) Aliás,basta ver o que acontece com o PSD. Quando foi governo sempre hostilizou os sindicatos e os acusou de serem correias de transmissão do PCP. Agora que é oposição já gosta de sindicatos. Nos Açores então essa aproximação tem sido mais do que evidente. Mudam-se os tempos...