segunda-feira, 23 de março de 2009

Um mar de lava



Kalapana, Havai

É possível imaginar por esta imagem como terão sido as erupções que formaram as zonas costeiras nos Açores.

8 comentários:

geocrusoe disse...

é possível imaginar sobretudo a formação das arribas costeiras em torno da ilha do pico (excepção importante na terra alta) e muitas outras em várias ilhas: caloura, biscoitos, velas, capelo, praia do norte do faial, noroeste da graciosa, etc. mas não a maioria da actuais arribas das outras 8 ilhas.
muitas das erupções dos açores não são do tipo das que ocorrem no havai (o pico volta a ser uma das excepções).

Rui Rebelo Gamboa disse...

nada a ver com a excelente imagem em postal, mas só estou a comentar para ver se ultrapasso o Tiago R. na listas de comentadores.

Jordão disse...

Bem visto Rui. Agora sinto como o Leonardo DiCaprio! Catch Me If You Can!

Anónimo disse...

Paradoxos

Às fases destrutivas, constantes nas ilhas da nossa má lingua, sobrepõe-se as construtivas, com rocha furiosa e incandescente a entrar no mar.

Anónimo disse...

Alguns dos estouros que aconteceram, para se formarem os pedaços de terra onde vivemos foram descritos por Gaspar Fructuoso.

Mais do que mescla de colonos portugueses e flamengos, somos fruto do telurico e das lutas de mar e lavas.


Pantesma, escreveu.

O Psiquiatra de serviço disse...

É pena que hoje os rios de betão se sobreponham aos recortes de lava lava negra queimada pelo sol, que bordam as nossas ilhas, num autêntico apagamento das nossas origens. É lamentável que em vez de politicos estejamos cada vez mais a eleger empreiteiros.

Fiat Lux disse...

Geocrusoe

Na verdade ao ver a imagem "vi" o Pico, mas como não sou especialista nao quis cometer nenhum erro...e ser acusado de só ver o Pico à frente :)

geocrusoe disse...

ao fiat lux
mas viu muito bem... qualquer forma, sempre que eu puder esclarecer alguma coisa fá-lo-ei, afinal aprendemos todos uns com os outros, incluindo na blogosfera, independentemente dos nossos saberes pessoais ou modos de ver o mundo