quarta-feira, 8 de outubro de 2008

Jornal de Campanha: Dia 4

BE (10) - O BE não fez hoje campanha em memória de Veríssimo Borges que era o nº 2 da lista por S.Miguel. (O funeral é amanhã pelas 10h00 da ermida de Santana para o cemitério de S.Joaquim em Ponta Delgada).
Por isso a nota de hoje vai inteirinha para Veríssimo Borges. E vai a nota máxima pela sua intervenção empenhada na defesa ambiental nos Açores. Veríssimo Borges vai fazer falta.
Paz à sua alma

CDU (5) - Aníbal Pires foi a Santa Maria dizer que essa coisa das ilhas da coesão não tem dado grandes resultados e que as ilhas mais pequenas continuam a ficar para trás. Disse que o Governo tem feito muita obra, mas que não pode limitar-se a actuar como uma empresa de construção civil. É preciso fazer alguma coisa pelas pessoas, numa altura em que se acentua a crise.

PS (4) - Carlos César, que já anda a poupar a voz (e ainda faltam tantos dias de campanha!?)
também esteve em Santa Maria. Prometeu investir na estação espacial e no centro de saúde e
sedear nos Açores 800 investigadores. É caso para lhe perguntar (parafraseando a sua crítica a Costa Neves a propósito do número de postos de trabalho prometidos pelo líder do PSD) porquê 800 e não 799 ou 801 ? Pela boca morre o peixe.

PSD (8) - A nota do PSD vai inteirinha para Berta Cabral. Se alguém tinha dúvidas que ela é a melhor para defrontar Carlos César as dúvidas ficaram dissipadas. É uma líder. Forte.Goste-se ou não. E está carregada de razão quando critica o Governo pelas dívidas escondidas debaixo da capa das inúmeras sociedades anónimas. Tudo somado é muito dinheiro. Berta Cabral diz que é mais que a dívida do PSD em 20 anos. Será?
Costa Neves é boa pessoa. Mas não basta. A sua intervenção, sem chama, sobre (in)segurança é um bom exemplo.

PPM (4) - Pertinentes as críticas sobre a situação na LactiCorvo. Não se compreende que com um produto tão valioso e único (queijo do Corvo) aquela unidade não seja rentável.
Já a meta de acabar em 4 anos as infraestruturas a todas as explorações agrícolas da Região é utópica. Se o próprio Paulo Estêvão diz que em S.Miguel de 4.000 explorações só 400 estão com infraestruturas (electricidade, água e acessos) !?

MPT (3) - A ameaça da SATA parece claramente a pedido do PS e do Governo para fazer calar Manuel Moniz. Achei graça quando ele diz que somos todos accionistas da SATA e que um accionista (como ele ) tem o direito criticar a gestão da empresa.
Já a ideia de por todos os presos a trabalhar para pagarem a estadia na cadeia é uma ideia generosa mas também disparatada. Nunca haverá hipótese de pôr os presos todos a trabalhar.
Alguns trabalham.

CDS-PP (2) - Mais uma prova de promessas fáceis. Um estudo urgente para aquilatar das potencialidades geotérmicas da Graciosa? Artur Lima deveria saber que a geotermia tem custos de implantação muito elevados e que não é rentável em todas as ilhas exactamente pela sua pequena dimensão. A Graciosa é um desses exemplos.

Frase do dia:
"Tenho este barrete na cabeça [do PS] porque mo deram, se tivesse um aí tirava este e metia outro" (popular*, na Graciosa, dirigindo-se a Artur Lima.

*Popular aqui com o seu sentido mais comum e não como "popular" de apoiante ou militante do PP.

5 comentários:

Jordão disse...

Caro Fiat aceito o teu desafio mas só nos dias em que tive oportunidade de ver o nosso telejornal – já agora a Antena 1 está a cobrir muito bem essa campanha eleitoral, as outras rádios por falta de meios é que não podem fazer mais. Ah, e por vezes (para não dizer quase sempre) vou ser muito duro já que não gosto de políticos e não admiro quase nenhum deles!

B.E (10) estou inteiramente de acordo, Veríssimo Borges podia ter muitos defeitos mas era um lutador e um acérrimo defensor dos Açores e daquilo que nos é mais querido! A forma de fazer isso é que quanto a mim não era amais correcta, mas pronto.

CDU (5) não disse nada de novo mas é sempre bom lembrar velhos problemas de soluções difíceis – gostava de ver propostas de resoluções para esses problemas.

PSD (0) acusa o nu o mal vestido – entre o que tem a divida maior, venha o diabo e escolha. Vou ter medo quando finalmente for revelado as verdadeiras contas da Câmara de Ponta Delgada e dessas pseudo empresas governamentais. Campanha eleitoral é muito diferente de peixaria, não devia de ganhar aquele que grita mais alto, que entrega mais brindes ou dá mais beijinhos, mas sim por aqueles que apresenta as melhores propostas, o melhor projecto e as pessoas mais capazes de concretizar. Estou farto de ver essa separação da sociedade em tudo o que é sitio. O PSD dá comícios em edifícios construídos ou recuperados por políticos da sua cor, enquanto que o PS é mais do mesmo.

PS (0) deixa-me dizer antes que o digam, mas dessa vez Carlos César chegou tarde de mais e Costa Neves já o tinha dito. Isso só vem provar a falta de memória temporária e cirúrgica que quase todos políticos têm. Não vejo muitas ideias nos dois maiores partidos, talvez se deixassem de acusar mutuamente, os números da abstenção melhorassem.

PPM (5) Paulo Estêvão se for eleito pelo Corvo deve acima de tudo defender os Corvinos e isso ele tem feito mais ou menos bem nessa campanha. Quanto ao resto dos Açores, se não conhece não tem que atirar propostas à laia de “pega-monstros” para vê se cola. O queijo do Corvo tem capacidades para ser comercialmente viável pois é único e diferente, um artigo quase exótico. Só mesmo por falta de vontade politica é que está passar agora uma crise. Há que defender os nossos produtos genuínos.

MPT (6) acho que muita gente já percebeu que é preciso gente como o Mané no parlamento. Sem medo, pois não está preso a nada e com montes de ideias diferentes (algumas completamente absurdas) mas outras bem válidas. Quanto aos presos trabalharem – olha que não é assim tão difícil. Claro que ainda não há condições para isso mas num futuro mais alargado será sempre uma boa ideia. Quanto à Sata, todo o processo foi no mínimo um pouco dúbio, ou pelo menos muitos de nós ficamos com muitas dúvidas e como bombeiro queria reafirmar que onde há fumo há fogo. Porque é que não arranjaram uma entidade independente para averiguar isso e ilibar ou confirmar certas dúvidas. E assim descobri se é um incêndio descontrolado ou um churrasco.

CDS-PP (0) quando oiço essas letras só há uma coisa que me vem à cabeça – aliás 960 coisas. Agora de um momento pró outro as novas tecnologias vão resolver todos os problemas do país, e não estou a falar dos problemas ambientais mas sim dos problemas de emprego e afins.
PDA (0) acho que ontem não teve direito a reportagem (nem sei se merece) mas não queria deixar passar a oportunidade de afirmar que nota-se e muito, que é um partido moribundo, sem ideias (fantasias absurdas não passam disso mesmo, e na grande maioria das vezes roçam a estupidez). Eu já acho mal ser muito difícil reprovar um aluno e aquele senhor vem com a ideia de que todos devem passar se forrem meninos do coro. Isso tem algum tarelo?!

Acho que não fui muito duro :) Cumprimentos.

Anónimo disse...

Por falar em campanha, quero aqui felicitar o trabalho que a Antena-1está a fazer. O melhor jornal de campanha é o do Rui Goulart às 17.30, o que mostra toda a sua capacidade na tv e rádio (muito bom) e a Margarida Pereira brilha nas entrevistas matinais. De longe melhor do que a RTP- Açores

Fiat Lux disse...

Caro Jordão

Eh pá,
nota zero também é demais :)
Só pelo trabalho que alguns têm de pôr casaco e gravata com esta humidade a 200% merecem pelo menos um pontinho :)

Ao anónimo,
concordo com a qualidade do Rui Goulart (não tenho ouvido o Jornal de Campanha) e Margarida Pereira (as entrevistas têm sido realmente excelentes).
Acho que o Jornal de Campanha da RTP está muito aceitável.
Os jornalistas também não têm culpa da fraca qualidade da maioria dos candidatos.

Almeida disse...

Em primeiro lugar queria prestar a minha homenagem a Veríssimo Borges. Depois ver Berta Cabral a falar de dívidas escondidas por sociedades anónimas é obra. E as empresas municipais de Ponta Delgada? E os investimentos faraónicos desta senhora? E já agora por quantos anos está, a Câmara Municipal de Ponta Delgada, como maioritária nas empresas municipais, endividada à custa das canadas, ruas, avenidas, festas, parques subterrâneos...?

Anónimo disse...

Concordo com o Rui Jordão

Estas eleições estão a ser uma seca, o que vale é o excelente trabalho da Antena-1, nomeadamente o Jornal de Campanha da responsabilidade do Rui Goulart, está em excelente forma, é um homem da rádio, e das entrevistas da Margarida Pereira depois das 8.30, as melhores entrevistas esta temporada