terça-feira, 14 de outubro de 2008

Jornal de Campanha : Dia 9

PS (4) - Depois de tantas críticas da oposição ao Rendimento Social de Inserção, Carlos César acaba por lhes dar razão, pelo menos em parte. Diz que não quer meia dúzia de preguiçosos a comprometer uma boa medida e promete mais fiscalização e rigor.(Mais vale tarde do que nunca). Pela negativa o exagerado ataque ao "esquerdista de colarinho branco" (Louçã).

PSD (3) - Berta Cabral acusa César de ser machista. E manda-o tirar um curso de economia.
Costa Neves diz que o PS apresentou queixa à CNE dos autarcas candidatos do PSD porque eles são bons candidatos e estavam a enervar os socialistas.

CDS/PP (3) - Paulo Portas no Corvo aconselha os populares a desrespeitarem a lei eleitoral e a fazer campanha até ao fim, mesmo no dia de reflexão !?
Na Terceira, Artur Lima pede aos eleitores para responderem à seca, secando o PS de votos!

CDU ( 4) - A CDU foi às freguesias rurais para falar das assimetrias sócio-económicas em S.Miguel, onde há concentração de riqueza. Boa porta de entrada mas miséria no quintal.

BE (4) - Zuraida pergunta onde está o estudo, o orçamente e o projecto da estrada para a Fajã do Calhau. Quer mais investimento para o DOP, e mais ajudas para os pobres e não para os bancos, perante a crise que se instala.

PDA (1) - Quer uma linha férrea para circundar S.Miguel !? Recorrendo à geotermia !!??
José Ventura não faz a mínima ideia do seu custo !?
Queixa-se dos OCS de âmbito nacional e até da Wikipédia, que dá uma má imagem do partidio ao conotar o seu passado com o fascismo e terrorismo!

PPM (5) - Entregou no notário !? um compromisso de que se não cumprir as promessas eleitorais nunca mais se candidata. Seria bom que todos fizessem o mesmo.
Defende o limite do número de mandatos dos deputados.

MPT (3) - Reivindica investimentos para freguesias como os Fenais da Luz, sobretudo para travar a erosão costeira. Estranha a ausência de sondagens. Manuel Moniz volta a arriscar uma ida aos tribunais, ao acusar César de travar a saída dessas sondagens nos jornais para não desmobilizar o eleitorado.
Mas o MPT continua com uma campanha irreverente e a "canção" é um mimo:

"Arquipélago dos Açores
que tanta beleza encerra
desta vez oh meu amor
vão votar Partido da Terra"

Frase do dia:
-"Sequem os socialistas de votos." (Artur Lima, em Angra do Heroísmo, sugerindo que os Angrenses respondam assim à falta de água no concelho.)

8 comentários:

Anónimo disse...

Eu dou 5 votos ao PDA. Apenas e só pela presença das duas fêmas que acompanham sempre o Ventura.

Jordão disse...

PS (1) mas só porque Carlos César admitiu que tem de haver mais e melhor fiscalização ao Rendimento de Inserção Social. A sua ausência na campanha de porta a porta é cada vez mais notada e depois não querem que o chamem de arrogante. Até o BE já o está a incomodar, pois sabe que quatro ou cinco deputados como Paulo Valadão, Aníbal Pires, Zuraida Soares, Manuel Moniz ou Paulo Estêvão causam muito mais incomodo do que os 20 do PSD. Resumindo, mais do mesmo, mais um dia vazio de ideias e cheio de ataques desenfreados.

PSD (0) Berta Cabral mandou César tirar o curso de economia, eu não sei se faz muita diferença mas daqui a algum tempo vamos saber quem é que o tem maior, o buraco, financeiro só para não haver dúvidas! Costa Neves, na entrevista da Antena 1 Açores, diz que é diferente de César pois este desistiu do curso e ele não, César teve a sua vida toda nos Açores e ele não. Sim senhor agora é que os Açorianos ficaram todos convencidos que votar num licenciado é muito melhor do que votar num que “só” tem o 12º ano.
Surgem algumas ideias como a redução de impostos e os juros bonificados mas não suficientes para esquecer tanta asneira. Afinal a arrogância também vem sob a for de canudo.
Fiquei também a saber que deputado é uma profissão. É que alguns candidatos do PSD têm como profissão deputado, como são os casos dos senhores Mark Silveira Marques e Aires António Fagundes Reis, número 1 e 2 da lista por S. Jorge, respectivamente. Aí está mais uma razão para votar PSD este domingo – não podemos aumentar o desemprego nos Açores, suponho que diriam eles.

CDS PP (0) já não bastava os 960€ (esses sim deviam de secar e para sempre) agora também incentivam a desrespeitar a lei. Sim senhor, tudo bons rapazes! “Nós demos mais dinheirinho aos reformados agora eles têm que nos dar votos”! Com os tais 960€, quantas reformas de 280€ (como a da minha avó), não dava para aumentar?! Só gostava de ter o gozo de os apanhar na rua!

CDU (5) e BE (5) identificar os problemas e apresentar soluções para os tentar resolver. Acho que é isso que todos nós pedimos aos candidatos. Será que é assim tão difícil de perceber por parte dos “grandes” partidos.

PPM (5) de vez em quando têm umas medidas bem acertadas. Estou cada vez mais convencido que é a melhor voz para defender o Corvo. Tenho pena que seja apenas e só isso.

MPT (5) sempre com o dedo na ferida. Essa ausência de sondagens é mesmo muito estranha. Mas não acredito que o Mané receba uma passagem de ida para o tribunal. Já seria demais. E depois a imunidade parlamentar faz milagres.

PDA (10) –. Quando penso que já tocaram no fundo eis que surge um disparate ainda maior. Quem é que se ia lembrar de uma linha à volta de uma ilha montanhosa como a nossa?! Assim não sei se íamos ter espaço em certos sítios pois a auto-estrada iria precisar de muito espaço, principalmente por causa das portagens? E como seriam as locomotivas? Será que podias usar as que construíram a doca de Ponta Delgada, mas essas não estão preparadas para usar a Geotermia como fonte de alimentação? Mas porque um comboio? Porque não o metro ou mesmo o TGV? Só mais uma pergunta: eles estão a concorrer para ter um lugar na Assembleia Regional ou uma vaga nos Contemporâneos – na RTP1 às quintas pelas 21:00? É que fiquei com cãibras de tanto rir! Primeiro entrei em choque mas depois percebi realmente qual é o objectivo dele. Sim senhor, grande Ventura, és o maior. O Bruno Nogueira que se cuide!

Jordão disse...

Se achares que exagerei na análise do dia de campanha não hesites em apagar. O espaço é teu e não quero estar a abusar do teu convite. Já agora e mudando de assunto, já conhecias o Canto do Paço no “teu” Pico?

Fiat Lux disse...

Caro Jordão
este é um espaço de liberdade.
Não há censura de ideias, quanto muito apenas de palavreado.

Pois é, ainda não conheço o Canto do Paço. Ainda não houve oportunidade, mas a tua crítica gastronómica deixou-me com água na boca :)

Anónimo disse...

As análises do Sr. Jordão são claramente anti-PP, como fácilmente se constata.
Por mim, acho que o homem não tem papas na lingua, coisa rara nos dias que correm.

Anónimo disse...

A famigerada lei do arrendamento rural, devia ser discutida nesta campanha.
Mas como só interessa a lábia, não o é.

Por mim, não passo cheques em branco a ninguém. Muito menos a um falabarato qualquer que me vem bater à porta, com conversa fiada.

Jordão disse...

Caro anónimo das 20:49 não vou à missa com os dirigentes do PP, regionais e muito menos nacionais. Admito que até pode ter alguma ideia interessante – o enfermeiro de família é aliás uma excelente ideia, mas nunca posso perdoar o aumento de 960€ que ele “auto-aprovou”. Mas acho que já expliquei isso antes. Quanto ao facto de ele não ter papas na língua, acho que não é bem assim pois de vez em quando ele encosta-se a César mas atenção que não é o único, um certo senhor de Vila Franca é dos maiores apoiantes do manda chuva regional, para ver se consegue algum “osso” alguma coisa também – aliás já conseguiu, amanha (5ª feira) o caixote do Açor Arena – “administrado” pelo filho desse certo senhor (abuso de poder, o que é isso?) vai ser alugado por César e os seus muchachos.

Anónimo disse...

A anáse continua imbuída de má fé contra o PP.
O aumento dos deputados, de todos e não só do do PP, foi aprovado por uma assembleia inteira, incluindo pelos deputados do PSD. Os 960 € mencionados não é benesse exclusiva do deputado do PP. É de todos.
Os aumentos dos deputados foram aprovados por todos os deputados e não apenas pelo do PP.

Se tem de haver contestação, e na minha opinião tem, é contra todos os deputados, incluindo os do PSD.